Especialidades

Home » Andropausa

O que é a andropausa e a partir de qual faixa etária que ela se inicia?

A ANDROPAUSA (AP) é o chamado “Climatério masculino” e se dá pela queda na produção da Testosterona. Assim como nas mulheres, este é um processo fisiológico e natural que normalmente se instala por volta dos 50 anos de idade. Entretanto, algumas estatísticas demonstram que ha uma queda de cerca de 1% ao ano na produção da testosterona.
Após os 40 anos de idade, essa queda pode ser influenciada ou acelerada pela presença de alguns fatores como a inatividade física, tabagismo, obesidade e diabetes, que irão determinar a antecipação do quadro clínico.

Quais os principais sintomas da andropausa?

Uma vez instalada, a queda da Testosterona irá provocar alterações no metabolismo como o aumento do peso, diminuição da massa muscular, tendência à ANEMIA e à osteoporose.
Porem os sintomas mais temidos são a perda de interesse sexual e a dificuldade de ereção.
A dificuldade de concentração , problemas de memória além de apatia e depressão intercalados com irritabilidade e insônia são muito frequentes mas não usualmente devidamente considerados para o diagnostico.

Existem medicamentos que são utilizados para amenizar esse problema?

A melhor solução é procurar o médico para que o diagnóstico clínico e laboratorial sejam confirmados ou não.
O uso indiscriminado de hormônio masculino pode acarretar sérias complicações que seriam ainda muito mais nocivas que a AP em si. Muitas vezes não é necessária à reposição hormonal e sim apenas a “otimização” da testosterona circulante através de fitoterápicos e minerais que promovem a recuperação da qualidade de vida sem efeitos colaterais adversos.
A exemplo daquilo que é melhor para a menopausa, também na AP o melhor é não usar hormônios sintéticos e sim os naturais como preconiza a Medicina Ortomolecular.

Esse problema costuma afetar a qualidade de vida de muitos indivíduos?

Sim e pode se estender por toda a família pois interfere no relacionamento conjugal e social enquanto gerador de alteração de comportamento físico e emocional.

Outras considerações necessárias e relevantes:

Para aqueles que se identificam com alguns dos sintomas acima descritos e se encontram na faixa etária dos 40 a 50 anos, não há porque se inquietar com a AP. Como já dissemos, ela é um processo natural, mas pode e deve ser acompanhada para que se perpetue a qualidade de vida ideal sem interferir no cotidiano ou ser obrigado a conviver com limitações desnecessárias.
A medicina ortomolecular é uma opção saudável e segura para voltar a viver bem e feliz, independente da idade.

CONVÊNIOS (Apenas consultas e avaliações)

                   
                   
* Unimed - exceto Campos e Macaé onde oferecemos um desconto especial de 50% para os seus usuários

Fale conosco

UNIDADES

  • Campos (Novo)
  • Macaé
  • Cordeiro
  • Friburgo
  • Itaperuna

© 2013 etiserver